<$BlogRSDUrl$>

mundo
Todas as coisas têm o seu mistério
e a poesia
é o mistério de todas as coisas

Federico García Lorca

Sendo este um BLOG DE MARÉS, a inconstância delas reflectirá a intranquilidade do mundo.
Ficar-nos-á este imperativo de respirar o ar em grandes golfadas.
fevereiro 28, 2006

fotografando o dia (15)

lançando as linhas ao mar
pesco as ondas e horizontes
enche-se o areal de nuvens
e os poentes de mil fontes

ah
quem me dera ser mar
onde o sol criasse pontes
entre as nuvens e os poentes
e as nascentes de horizontes

- foto e poema de Jorge Castro

Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 22:25


fevereiro 25, 2006

fotografando o dia (14)


não há tempo que sustenha o florir da primavera
não há mal que sempre dure
nem bem que alguém procure
sempre quedo
sempre à espera...

- foto e poema de Jorge Castro

Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 10:52


fevereiro 23, 2006

vanitas vanitatum...

Comentário no dia 25:

A todos os visitantes muito agradeço os cumprimentos. Pelas Caldas da Rainha a festa correu mais do que bem e a sala estava cheia de gente boa, interessada e participativa.

A vida não nos corre sempre mal quando há empenho - e vale isto para agradecer publicamente aos que especialmente se empenharam na realização deste encontro, a Fátima, a Rosa e o Carlos, deixando um grande abraço para todos os demais.

Encontro que o foi de afectos, não deixando de ser, também, de combate pela cidadania. Só por isso valeria a pena comemorar um aniversário todos os dias...

Um grupo de amigos das Comunidades de Leitores e de Cinéfilos das Caldas da Rainha, considerou-me merecedor de uma amável homenagem, com apresentação do meu livro "Contra A Corrente", no próximo dia 24 de Fevereiro.

Sinto-me orgulhoso, como é óbvio, e negá-lo seria néscio e incoerente. Permitam-me, pois, que extravase aqui esta vaidade.

O encontro - que terá lugar às 22 horas - será antecedido por um jantar (pelas 20h), no restaurante A Mimosa, na Praça 5 de Outubro, nas Caldas da Rainha.

Se algum daqueles que me lê quiser dar-me o prazer da sua companhia, poderá inscrever-se pelos telefones 96 534 45 00 ou 96 704 35 53.


pós-de-escrita: segundo consta no meu BI, foi também
neste dia 24 que, há uma mão cheia de anos a esta parte,
eu fui lançado a este mundo...

Etiquetas: , , ,


Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 00:56


fevereiro 20, 2006

hoje, apetece-me divulgar...

... Manuel Filipe e os seus poemas.

Corre o livro, aí, por este nosso espaço virtual e cheio de virtualidades.

Conhecem? Ah, não?...

Então ainda estão a tempo:




E, ao correr da pena, com a devida vénia ao autor, cá vai um deles:

SOMOS ASSIM
(para o Alexandre O'Neil)

Somos assim: Felizes e impolutos,
assépticos,
disciplinados e limpinhos,
enquanto os outros, (os rebeldes e os brutos)
ficam, dia a dia, mais sozinhos;

(Pois não estudaram,
não cresceram,
não casaram,
não fizeram carreira,
Não quiseram!
Não quiseram mandar, nem ser mandados,
nem juntaram uns dinheiros, não souberam...)

Na formatura final, normalizada,
felizes,
sorridentes,
peito aberto,
vamos ter na testa uma marca registada,
e levar um pontapé, no sítio certo.



Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 22:13


fevereiro 18, 2006

fotografando o dia (13)


gateto
salta o felino faceiro do borralho de Janeiro
para a fria luz do dia por apelo natural
lustroso o pêlo desvelo de apetência sexual
onde se enrosca a marosca e um tal arzinho matreiro

pisando em leve arrepio do seu pezinho ligeiro
a fria erva gelada que vai da horta ao quintal
buscando odores da passagem dalgum eterno rival
que derrube ou que perturbe sua alteza no terreiro

e sua amada conquista com quem de cio se estenda
nessa natural ardência quando o tempo está mais frio
olhar luzente de brasas pela noite da contenda

levando e dando mil golpes entre gritos de arrepio
o seu rosto retalhado cauda tensa que ela entenda
sopra e singra e sangra em sortes de unhada e poderio.

- foto e poema de Jorge Castro

Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 10:51


fevereiro 15, 2006

A Poesia Nos Blogs

A partir deste momento estou em condições de confirmar a realização do encontro A POESIA NOS BLOGS.

Aguardo, entretanto, que muitos dos "companheiros de aventuras" que manifestaram o seu interesse em participar me confirmem a respectiva inscrição...

Como sabem, a organização de um evento destes não é pêra doce... E desejando que tudo corra de feição, muito agradeço que os interessados - aqueles que ainda não o fizeram - me façam chegar agora a confirmação desse interesse, para que toda a "logística" do encontro se desenrole com um mínimo de falhas.

Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 19:47


fevereiro 14, 2006

crónica do dia - num hospital perto de si...

Alguém, por uma destas manhãs, sentiu súbita quebra de tensão, desmaio, vertigem, indisposição aguda geral...
  1. Pediu auxílio e, acompanhado por familiar, dirigiu-se ao Centro de Saúde da área de residência. Aí, por ausência (corrente) de três elementos do corpo clínico, não havia qualquer capacidade de resposta para situações de emergência médica e o paciente foi encaminhado, pelo pessoal do Centro...
  2. ... para o Catus (cerca das 11 da manhã), sendo que veio a confirmar apenas poder aí ser atendido a partir das 16h30, por ser esse o horário do estabelecimento. Como o quadro de indisposição tendia a agravar-se, sem compaixão pela lenta marcha dos ponteiros do relógio, o paciente foi levado pelo seu acompanhante para a urgência do...
  3. ... Hospital X - chamemos-lhe assim. Aí foi de imediato prescrito e ministrado determinado medicamento... ao qual o paciente é profundamente alérgico. Ninguém lhe tinha perguntado nada, nem dadas especiais informações acerca do que estava a acontecer.
  4. Socorrido em aflições de "ai-jesus", foi, entretanto, com assinalável zelo burocrático, descoberto que a área de residência do paciente não se "coadunava" com aquele Hospital X, sendo, de imediato, transferido - em ambulância -, após estabilização do quadro clínico, está bom de ver...
  5. ... para o Hospital Y - chamemos-lhe assim. Entretanto, o acompanhante - já com um dia de trabalho perdido - foi tranquilizado quanto à evolução do sobressalto, aconselhado a ir para casa e a deslocar-se, no dia seguinte, ao Hospital Y, para acompanhamento da situação (como é apanágio de acompanhante que se preza...)
  6. Este acompanhante tem a grata surpresa de receber um telefonema do Hospital Y, À UMA HORA DA MANHÃ, já de pijama e a meio do primeiro sono, onde uma voz impessoal o informa que deve deslocar-se de imediato ao Hospital Y, pois o seu familiar acabara de ter alta.
  7. Aí encontra o seu familiar, já recomposto da indisposição (benza-o Deus!), semi-nu, trajando uma vaga bata peregrina e a tiritar como as varas verdes da metáfora, sentado numa cadeirinha num corredor inóspito do Hospital Y, à espera de alguém que o levasse para casa.
Moral da história: Em caso de aflição, chamem uma ambulância e deixem-se de esquisitices. Muito preferencialmente, evitem adoecer.
Comentário: esta historinha - que, como podem imaginar, não me foi contada... - documenta tristemente o estado deplorável da Saúde, em Portugal, e de como, ainda assim, nela se gastam rios improfíquos de dinheiro, em imenso desrespeito pela dignidade do indivíduo. Caso pontual, dir-me-ão? A realíssima P que os P - chamemos-lhe assim...
ENTRETANTO, PORQUE HÀ MAIS VIDA PARA ALÉM DO BALHAMEDEUS,
AQUI FICA UM CONVITE:
na Biblioteca de São Domingos de Rana, a 15 de Fevereiro, mais uma
Noite Com Poemas:
Namoro - A Carne Vale

Etiquetas: , ,


Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 23:48


fevereiro 13, 2006

fotografando o dia (12)


vou-me ao mar
mãe
a ver de amar
e ao meu amigo
levo-o comigo
para me ajudar


- poema e foto de Jorge Castro

Etiquetas:


Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 00:07


fevereiro 09, 2006

"escola" preservativa - reflexão pós-moderna

Eu, às vezes, fico para aqui que mal me tenho... Primeiro o Português nem era muito preciso; agora, o preservativo é elemento cultural determinante.

Pois preservativos serão distribuídos nas escolas, desde que os pais dos jovens estejam de acordo.

Ora e porque não?... Só não entendo como se pode ser tão pouco ambicioso, senhora Ministra.

Eu cá, se mandasse, estendia essa cena do "sexo seguro" a áreas muito mais criativas e abrangentes. O preservativo é demasiado limitativo.

Sei lá... estou a lembrar-me de vibradores e bonecas de encher, por exemplo. Há lá sexo mais seguro do que esse?!... E aproveitava-se logo para fazer avanços no choque tecnológico...

Entretanto, questiono-me: - E para que cabazes de ananases servirão os progenitores excelentíssimos destes rebentos tão carentes de sexo e, ainda para mais, seguro?

A "escola" é que deve ensinar as crianças a comer. A "escola" é que deve ensinar as crianças a comportarem-se em público. A "escola" é que deve ensinar as crianças que os macacos retirados do nariz nem são para degustar, nem são autocolantes de promoção ao jardim zoológico...

Agora, a "escola" vai industriar as crianças sobre sexo seguro, pela mão da senhora Ministra.

Eu acho bem! Porque os pais, na verdade e pelo que se vê nas ruas - pelo menos, uma larga maioria deles - não servem mesmo para nada.

Para rentabilizar o ensino, eu advogo até que as "escolas" deviam era abrir as portas a putativos pais que na "escola" dariam a reverendíssima e institucionalíssima queca, deixando logo uma declaração de alienação total do presuntivo pimpolho à instituição, mal ele nascesse... e iam à vida deles, que o mercado do trabalho não está para graças, caraças!

No fim disto tudo e já agora que aqui estamos: afinal a "escola" serve para ensinar o quê?

Etiquetas: ,


Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 22:42


fevereiro 07, 2006

fotografando o dia (11)


traça um traço na vidraça
a traça
e o tempo passa
pássaro fosse a desgraça
cuja sombra já se abraça
dos edifícios à traça
enquanto a traça esvoaça
inútil contra a vidraça


- poema e foto de Jorge Castro


Nova actualização, ali do lado esquerdo, sobre o encontro
A Poesia Nos Blogs

Entretanto, o número de inscrições vai aumentando. E tu, estás à espera de quê?

Etiquetas:


Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 23:51


fevereiro 06, 2006

cinco das minhas manias (uma mania dos blogs)

Ninguém é bom juiz em causa própria, diz-se… mas a TMara nomeou-me e cá me deixo resvalar na feira de vaidades, desvendando um pouco de mim, sendo que a ordem dos factores é arbitrária:


Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 23:55


fevereiro 03, 2006

A Poesia Nos Blogs - actualização

As mais recentes informações para o encontro a realizar no dia 04 de Março, na Quinta da Ribeirinha - e que podem ser consultadas com mais pormenor ali no canto superior esquerdo - são:

1. Refeição vegetariana já combinada com a gerência do restaurante;

2. Alojamento no Hotel Rural Alentejano, a preço protegido, mediante marcação individual;

3. Salvo razões de força maior, presença confirmadíssima do meu amigo José Fanha que ajudará a dizer os poemas de autores mais "reticentes".

- Peço o favor a todos quantos manifestaram o seu interesse em participar que me façam chegar as respectivas inscrições, com a brevidade possível;

- Agradeço, entretanto, a todos quantos divulgaram ou venham a divulgar o evento.

- Se algum dos participantes tiver boleia disponível em viatura própria... avise de onde vem e deixe forma de contacto, pois poderá haver interessados.

NOTA - há novas inscrições não confirmadas, ainda, na listagem respectiva e com data de 03 de Fevereiro, por "colapso temporário" do servidor... Logo que possível, será feita a adequada actualização.

Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 00:36


fevereiro 01, 2006

fotografando o dia (10)


paro
a contemplar o tempo
que me avassala
ondulante

se eu não enfrentar as vagas
do meu tempo
inconstante
como saber do voar?

- poema e foto de Jorge Castro

Etiquetas:


Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 22:29


Arquivo:
Janeiro 2004 Fevereiro 2004 Março 2004 Abril 2004 Maio 2004 Junho 2004 Julho 2004 Agosto 2004 Setembro 2004 Outubro 2004 Novembro 2004 Dezembro 2004 Janeiro 2005 Fevereiro 2005 Março 2005 Abril 2005 Maio 2005 Junho 2005 Julho 2005 Agosto 2005 Setembro 2005 Outubro 2005 Novembro 2005 Dezembro 2005 Janeiro 2006 Fevereiro 2006 Março 2006 Abril 2006 Maio 2006 Junho 2006 Julho 2006 Agosto 2006 Setembro 2006 Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Dezembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012 Maio 2012 Junho 2012 Julho 2012 Agosto 2012 Setembro 2012 Outubro 2012 Novembro 2012 Dezembro 2012 Janeiro 2013 Fevereiro 2013 Março 2013 Abril 2013 Maio 2013 Junho 2013 Julho 2013 Agosto 2013 Setembro 2013 Outubro 2013 Novembro 2013 Dezembro 2013 Janeiro 2014 Fevereiro 2014 Março 2014 Abril 2014 Maio 2014 Junho 2014 Julho 2014 Agosto 2014 Setembro 2014 Outubro 2014 Novembro 2014 Dezembro 2014 Janeiro 2015 Fevereiro 2015 Março 2015 Abril 2015 Maio 2015 Junho 2015 Julho 2015 Agosto 2015 Setembro 2015 Outubro 2015 Novembro 2015 Dezembro 2015 Janeiro 2016 Fevereiro 2016 Março 2016 Abril 2016 Maio 2016 Junho 2016 Julho 2016 Agosto 2016 Setembro 2016 Outubro 2016 Novembro 2016 Dezembro 2016 Janeiro 2017 Fevereiro 2017 Março 2017 Abril 2017

This page is powered by Blogger. Isn't yours?Weblog Commenting by HaloScan.com



noites com poemas 2


capa do livro Farândola do Solstício
Obras publicadas
por Jorge Castro

contacto: jc.orca@gmail.com

Autor em

logo Apenas

Colaborador de

logo IELT

Freezone

logo Ler Devagar


Correntes de referência:
80 Anos de Zeca
... Até ao fim do mundo!
Aventar
Encontro de Gerações (Rafael)
É sobre o Fado (João Vasco)
Conversas do Café Grilo
Espaço e Memória - Associação Cultural de Oeiras
Final Cut - o blogue de cinema da Visão
Oeiras Local
O MOSCARDO
Poema Dia
Profundezas

Correntes de proximidade:
A Funda São
Amorizade (Jacky)
A Música das Palavras (Jaime Latino Ferreira)
Anomalias (Morfeu)
Ars Integrata
Ars Litteraria
Ars Poetica 2U
As Causas da Júlia (Júlia Coutinho)
As Minhas Romãs(Paula Raposo)
Belgavista (Pessoana)
Blogimmas
Blogotinha
Bloguices
Câimbras Mentais (AnAndrade)
Carlos Peres Feio
chez maria (maria árvore)
Coisas do Gui
deevaagaar
Divulgar Oeiras Verde (Ana Patacho)
e dixit (Edite Gil)
Fotos de Dionísio Leitão
Garganta do Silêncio (Tiago Moita)
Isabel Gouveia
Itinerário (Márcia Maia)
Metamorfases
Mudança de Ventos (Márcia Maia)
Mystic's
Nau Catrineta
Notas e Comentários (José d'Encarnação)
Novelos de Silêncio (Eli)
Pedro Laranjeira
o estado das artes
Palavras como cerejas (Eduardo Martins)
Parágrafos Inacabados (Raquel Vasconcelos)
O meu sofá amarelo (Alex Gandum)
Persuacção - o blog (Paulo Moura)
Queridas Bibliotecas (José Fanha)
Raims's blog
Relógio de Pêndulo (Herético)
Risocordeluz (Risoleta)
Rui Zink versos livros
Repensando (sei lá...)
sombrasdemim (Clarinda Galante)
Tábua de Marés (Márcia Maia)
Valquírias (Francília Pinheiro)
Vida de Vidro
WebClub (Wind)

Correntes de Ver:
desenhos do dia (João Catarino)
Esboço a Vários Traços

Correntes Auspiciosas:
ABC dos Miúdos
Manifesto-me
Netescrita
Provérbios

Correntes Favoráveis
A P(h)oda das Árvores Ornamentais
Atento (Manuel Gomes)
A Paixão do Cinema
A Razão Tem Sempre Cliente
A Verdade da Mentira
Bettips
Blog do Cagalhoum
Cadeira do Poder
CoeXist (Golfinho)
Congeminações
Crónica De Uma Boa Malandra
Desabafos - Casos Reais
Diário De Um Pintelho
Editorial
Escape da vida...
Espectacológica
Eu e os outros...
Eu sei que vou te amar
Fundação ACPPD
Grilinha
Há vida em Markl
Hammer, SA
Horas Negras
Intervalos (sei lá...)
João Tilly
Lobices
Luminescências
Murcon (de JMVaz)
Nada Ao Acaso
NimbyPolis (Nilson)
O Blog do Alex
O Bosque da Robina
O Jumento
(O Vento Lá Fora)
Outsider (Annie Hall)
Prozacland
O Souselense
O Vizinho
Palavras em Férias
Pastel de Nata (Nuno)
Peciscas
Pelos olhos de Caterina
Primeira Experiência
Publicus
Puta De Vida... Ou Nem Tanto
Santa Cita
The Braganzzzza Mothers
Titas on line
Titas on line 3
Senda Doce
TheOldMan
Traduzir-se... Será Arte?
Um pouco de tudo (Claudia)
Ventosga (João Veiga)
Voz Oblíqua (Rakel)
Zero de Conduta
Zurugoa (bandido original)

Corrente de Escritas:
A Arquitectura das Palavras (Lupus Signatus)
Além de mim (Dulce)
Ana Luar
Anukis
Arde o Azul (Maat)
Ao Longe Os Barcos De Flores (Amélia Pais)
Babushka (Friedrich)
baby lónia
Branco e Preto II (Amita)
Biscates (Circe)
blue shell
Cartas Perdidas (Alexandre Sousa)
Chez Maria (Maria Árvore)
Claque Quente
2 Dedos de Prosa e Poesia
Escarpado (Eagle)
Erotismo na Cidade
Fôlego de um homem (Fernando Tavares)
Há mais marés
Humores (Daniel Aladiah)
Insónia (Henrique Fialho)
Klepsidra (Augusto Dias)
Letras por Letras
Lua de Lobos
Lus@arte (Luí­sa)
Mandalas Poemas
Menina Marota
Novos Voos (Yardbird)
O Eco Das Palavras (Paula Raposo)
Porosidade Etérea (Inês Ramos)
O Sí­tio Do Poema (Licínia Quitério)
Odisseus
Paixão pelo Mar (Sailor Girl)
Palavras de Ursa (Margarida V.)
Palavrejando (M.P.)
Poemas E Estórias De Querer Sonhar
Poesia Portuguesa
Poetizar3 (Alexandre Beanes)
Serena Lua (Aziluth)
Sombrasdemim (Maria Clarinda)
Sopa de Nabos (Firmino Mendes)
T. 4 You (Afrodite)
Uma Cigarra Na Paisagem (Gisela Cañamero)
Xanax (Susanagar)

A Poesia Nos Blogs - equipagem:
A luz do voo (Maria do Céu Costa)
A Páginas Tantas (Raquel)
ante & post
As Causas da Júlia
Cí­rculo de Poesia
Confessionário do Dilbert
Desfolhada (Betty)
Estranhos Dias e Corpo do Delito (TMara)
Extranumerário (GNM)
Fantasias (Teresa David)
Fata Morgana... ou o claro obscuro
Jorge Moreira
MisteriousSpirit (Sofia)
Passionatta (Sandra Feliciano)
Peças soltas de um puzzle
Poemas de Trazer por Casa e Outras Estórias - Parte III
Poesia Viva (Isabel e José António)
Poeta Salutor (J.T. Parreira)
Que bem cheira a maresia (Mar Revolto-Lina)
Sais Minerais (Alexandre)
Silver Soul
Sombra do Deserto (Rui)

Navegações com olhos de ver:
Em linha recta (lmatta)
Fotoescrita
gang00's PhotoBlog
Nitrogénio
Objectiva 3
Pontos-de-Vista
Rain-Maker
O blog da Pimentinha (M.P.)
Passo a Passo
Portfólio Fotográfico (Lia)
Words (Wind)

Já navegámos juntos...
Aliciante (Mad)
A Rádio em Portugal (Jorge G. Silva)
Atalhos e Atilhos
Cu bem bom
Encandescente
Geosapiens
Incomensurável
Isso Agora...
Letras com Garfos (Orlando)
Luz & Sombra
Pandora's Box
Pés Quentinhos
Praça da República em Beja (nikonman)
SirHaiva
Testar a vida
Tuna Meliches

Correntes de Consulta:
Abrupto
A Lâmpada Mágica
Aviz
Blogopédia...
Bloguítica
Contra a Corrente
Contra a Corrente
Conversas de Merda
Cravo e Canela
Do Portugal Profundo
Inépcia
Médico explica medicina a intelectuais
Oficina das Ideias
Portugal No Seu Pior
Professorices
República Digital
Retórica e Persuasão
Ser Português (Ter Que)
You've Got Mail

Correntes interrompidas:
A Nau Catrineta (zecadanau)
Aroma de Mulher (Analluar)
A Voz do Fado!
blog d'apontamentos (Luí­s Ene)
Catedral (ognid)
Cidadão do Mundo
Conversas de Xaxa 2
CORART - Associação de Artesanato de Coruche
Cumplicidades (Maria Branco)
Flecha
Fraternidades (Fernando B.)
Ilha dos Mutuns(Batista Filho)
Histórias do mundo (Clara e Miguel)
Lazuli (Fernanda Guadalupe)
luz.de.tecto (o5elemento)
Letras ao Acaso
Madrigal - blog de poesia
Mulher dos 50 aos 60 (Lique)
O Mirmidão
O soldadinho de chumbo
Palavras de Algodão (Cris)
podiamsermais (Carlos Feio)
Poemas de Manuel Filipe
Porquinho da Índia (Bertus)
Um Conto à Quinta
Xis Temas (António San)

noites com poemas