<$BlogRSDUrl$>

mundo
Todas as coisas têm o seu mistério
e a poesia
é o mistério de todas as coisas

Federico García Lorca

Sendo este um BLOG DE MARÉS, a inconstância delas reflectirá a intranquilidade do mundo.
Ficar-nos-á este imperativo de respirar o ar em grandes golfadas.
julho 29, 2014

maresia

- reflexão suscitada pela irracionalidade do conflito na faixa de Gaza  

ainda se fôssemos seres marinhos
da família que se diz de equinodermes
simétricos se larvares
mas radiais ao crescer
metáforas do deus Hermes
tão férteis nos seus caminhos
prolíficos até morrer

ah se fôssemos holotúria
sem cérebro ou consciência
uma estrela ambulacrária
de inconstante pertinência
- seja aqui ou no Camboja -
por ter tal conveniência
de um braço já se despoja

um ofiurídeo - um crinóide
sem ter sistema nervoso
dando um ar imbecilóide
ao sujeito comatoso
que come só p’ra viver
vivendo para comer
num destino glorioso

mas não –
só estamos para aqui
sempre humanos sem querer
e matando outros humanos
que nem servem para comer
enchendo o mundo de enganos
sem dar o braço a torcer
- e que fará a arrancar…!

porque sabemos mudar
mas não está a apetecer…
  
… e no entanto o dia é fundo e descabido
na imensidão abissal do despautério
e mergulhamos a contragosto mal sofrido
tais bivalves tão expostos sem mistério…

- Jorge Castro

29 de Julho de 2014

Etiquetas:


Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 10:07


julho 23, 2014

o Grupo Coral ViVa Voz,
o Eduardo Martins com os Poetas da Apenas
e tanto mais na 99ª Noite com Poemas

Grão a grão, que é como quem diz sessão a sessão, temos vindo a encher o papinho dos afectos, das cumplicidades, ao abrigo de quanto a partilha, desinteressada mas empenhada, nos proporciona.


E foi assim que, perante uma sala absolutamente cheia, no que concerne aos lugares disponíveis e aos amigos presentes, decorreu a nossa 99ª sessão das Noites com Poemas. E torna-se tanto mais gratificante esta intensa presença, quanto é certo situar-se este excelente espaço em local tão mal servido de transportes e tão distante de circuitos habituais para eventos deste carácter.   


Na abertura, conforme anunciado, o Grupo Coral ViVa Voz, constituído por antigos alunos do Liceu de Oeiras e alguns amigos e sob orientação do maestro Eduardo Martins, brindou-nos com uma mão-cheia de cânticos, excelentemente interpretados, sob o tema  Celebrando A Vida e a Paz, que culminou com o Acordai, de José Gomes Ferreira e Fernando Lopes Graça, de encher até aos bordos o ânimo dos presentes.


Permita-se-me o apontamento de curiosidade por ter topado com velhos amigos de outras andanças e, agora, integrados neste Grupo Coral, com tanto ânimo como qualidade. 


O maestro Eduardo Martins anunciando as motivações do programa proposto...


... e, apesar do tempo ser já de férias, contámos com uma generosa participação do Grupo Coral ViVa Voz... com quem queremos voltar a contar na 100ª sessão, que decorrerá em 20 de Setembro próximo.


Logo depois, o anúncio do que nos esperava, ainda, noite fora...


... cabendo à Fernanda Frazão a segunda abertura deste enredo,  falando sobre e percorrendo os caminhos que a sua (nossa) editora Apenas Livros tem vindo a calcorrear, em corolário lógico e complemento consequente desta miríade de percursos, cheios de vozes...   


... e tão feitos por nós, cidadãos, portugueses, aqui e agora, a par e passo, no cultivo da arte do encontro e através da palavra escrita e dita, modo e forma de afirmação e prazer pela Vida... 


... com a determinação possível e a coragem necessária.


Quase como símbolo vivo do que acabo de dizer - e que, porventura, os não-presentes acharão exagero de ocasião - o Eduardo Martins, este não maestro, como o seu homónimo do Grupo Coral, mas arquitecto, e, agora, vestido de poeta e de escritor, fez o anúncio do seu livro Poemas Por Temas Apenas, todo ele inspirado nas vivências que os três últimos anos, «enredado» nestes enleios, lhe têm vindo a proporcionar... 


e que constituíram, a par do tempero que uma vida cheia lhe confere e permite, uma fonte de inspiração com a qual não estava a contar, mas que se tem revelado - para ele como para nós - manancial fecundo. 


Melhor ficamos, entretanto, com o seu poema dedicatório e apologético... como sempre, inspirado nestas minudências de que a vida se faz, para quem dela gosta.


Depois, coube-me anunciar aquilo que já me parecia óbvio para todos, tentando sistematizar, pela minha visão, os percursos do autor, assumindo também descaradamente alguma presunção ao pretender desvendar, junto dos presentes, os estados de alma que terão presidido a tanto e tão empenhado labor.   


Tarefa esta facilitada, bem entendido, pois estava ali, à mão, mas já semeado e colhido, o fruto desse labor, bastando para tanto emprestar-lhe voz, com um muito bom acolhimento da plateia. 


Também Mário Piçarra lançou mãos de idêntica tarefa, ainda que com o acréscimo de «meter» música no recheio e envolvência das palavras do Eduardo, em composição de que faremos questão de escutar réplicas em múltiplas circunstâncias. 


Um breve intervalo a permitir aos presentes o acesso à obra do autor...


... a que logo se seguiram, em tropel, os autógrafos... antes que a sessão reiniciasse. 


Ei-los, os objectos de interesse que referi...


... acompanhados por uma ínfima representação dos mais recentes trabalhos publicados pela Apenas Livros e também disponíveis na sessão


Após esta breve interrupção, foi feita a ronda habitual por quem anunciou vontade de participar, trazendo poemas à solta, para o salão da Biblioteca Municipal de Cascais, de São Domingos de Rana.


Abertura iniciada por Ana Patacho que nos trouxe, em versão reduzida, o seu Oeiras Verde, em programação evocativa dos 40 anos do 25 de Abril.  


 Da esquerda para a direita: Teresa Rosa, Orlando Branquinho e Ana Patacho


Logo mais, três destacados elementos do grupo que nos acompanha, de Coruche, numa manifestação a que nem sei se atribua mais relevo à amizade, à cumplicidade, ao empenho, sendo talvez mais adequado juntar todos esses componentes:  


- Alzira Carrilho



- Rosário Freitas



- Ana Freitas


E outros mais, que, como diria o Luís Vaz, se vão da lei da morte libertando:


- Carlos Pedro (CáPê)



- Francisco José Lampreia



- Miguel Partidário



- Emília Azevedo


Fique, ainda, o registo de um poema de João Baptista Coelho, de que me foi dada incumbência de dizer, por necessidade do autor se ausentar mais cedo por imperativos pessoais. 


E porque o autor não se queixava, ainda, da «tendinite do lançamento», voltou à liça, completando circuitos iniciados durante o intervalo...

E assim fomos, como diria o José Fanha: lindos!

- Fotografias da autoria de Lourdes Calmeiro e José Serrado Freitas

Etiquetas:


Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 20:18


julho 15, 2014

o Grupo Coral ViVa Voz e os poetas da Apenas
na 99ª sessão das Noites com Poemas


Será já na próxima sexta-feira, dia 18 de Julho, na Biblioteca Municipal de Cascais - São Domingos de Rana, que terá lugar a 99ª sessão das Noites com Poemas. Como tem sido tradição nestas sessões de Julho, contaremos com os Poetas da Apenas, o que, por si só, é garantia de boas e suculentas surpresas.

Mas contaremos também, como convidado especial, com o Grupo Coral VivaVoz, sob orientação do maestro Eduardo Martins, que abrirá a sessão. Constituído por antigos alunos do Liceu de Oeiras, posso assegurar-vos um excelente desempenho, tanto quanto já me foi dado ouvi-los! Vejam o programa  -Celebrando a Vida e a Paz... - que poderá vir a ser acrescido de alguma surpresa:

Shalom Aleichem    -   Canção Hebraica (Arr Gil Ademá)
Pastime with good company    -   Henrique VIII (1509?)
Tourdion    -   Mel. Medieval (H. Pierre Attaignant) séc. XVI
Tiko funa    -   Eurico Carrapatoso (1962)
Adiemus    -   Karl Jenkins (1994)

Logo depois, terá lugar o lançamento do livro de Eduardo Martins - outro, sendo este poeta e arquitecto - Po(rt)emas Apenas, notável exercício de cidadania, que terei o maior prazer em apresentar. Também Mário Piçarra, tendo musicado um poema de Eduardo Martins, nos trará um ar da sua graça. 


Fernanda Frazão, em seu nome e da Apenas Livros, dará, de seguida, todos os motes para que a sessão se desdobre e visite alguns dos incontáveis percursos que esta editora tem apoiado. 

Dos demais... seria falar demais! Virão vários, como sempre. Se calhar, muitos. E, como sempre, a riqueza do nosso espaço será engrandecida pela presença de cada um. Daí que queiramos contar com o maior número possível - essa a dimensão da nossa ambição.

E haverá livros, claro, do Eduardo e etc., etc, etc.

Etiquetas:


Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 23:26


julho 06, 2014

poesia - outros poetas

Nestes felizmente infindáveis périplos por onde perpasso e onde vai acontecendo poesia, raro é o dia em que não deparo com obra nova ou, até então, por mim ignorada, numa profusão de autores e de conteúdos que fazem jus à expressão segundo a qual somos um povo de poetas... Enfim, também somos um povo de outras coisas, mas essas não vêm, agora, ao caso.

Pela qualidade e por assumida proximidade, também, aqui vos deixo, em destaque, obra de dois autores com quem tive, recentemente, oportunidade de partilhar espaços e poemas e cuja leitura vos recomendo vivamente:

ARTHUR SANTOS   


 

Arthur Santos dixit: A inspiração - Não me atrevo nunca a interromper a minha inspiração porque ela com os seus sons harmoniosos ilumina a minha imperfeição.

SAMUEL PIMENTA



Samuel Pimenta dixit: ... Não seria mais belo / ter um relógio que / além de um tiquetaque / cinzento e indigesto / fosse uma melodia de / toques e tuques e teques?...

Um do outro os separa para cima de quarenta anos de vida vivida e, ainda assim, é notável perceber o quanto se encontram... E, já agora, eles comigo.

Enfim, nada mais a dizer para além de recomendar vivamente a sua leitura. - Onde se encontram? Pesquisem pela net fora que os encontrarão, sem dificuldades.

Etiquetas: , ,


Afixado por: Jorge Castro (OrCa) / 12:33


Arquivo:
Janeiro 2004 Fevereiro 2004 Março 2004 Abril 2004 Maio 2004 Junho 2004 Julho 2004 Agosto 2004 Setembro 2004 Outubro 2004 Novembro 2004 Dezembro 2004 Janeiro 2005 Fevereiro 2005 Março 2005 Abril 2005 Maio 2005 Junho 2005 Julho 2005 Agosto 2005 Setembro 2005 Outubro 2005 Novembro 2005 Dezembro 2005 Janeiro 2006 Fevereiro 2006 Março 2006 Abril 2006 Maio 2006 Junho 2006 Julho 2006 Agosto 2006 Setembro 2006 Outubro 2006 Novembro 2006 Dezembro 2006 Janeiro 2007 Fevereiro 2007 Março 2007 Abril 2007 Maio 2007 Junho 2007 Julho 2007 Agosto 2007 Setembro 2007 Outubro 2007 Novembro 2007 Dezembro 2007 Janeiro 2008 Fevereiro 2008 Março 2008 Abril 2008 Maio 2008 Junho 2008 Julho 2008 Agosto 2008 Setembro 2008 Outubro 2008 Novembro 2008 Dezembro 2008 Janeiro 2009 Fevereiro 2009 Março 2009 Abril 2009 Maio 2009 Junho 2009 Julho 2009 Agosto 2009 Setembro 2009 Outubro 2009 Novembro 2009 Dezembro 2009 Janeiro 2010 Fevereiro 2010 Março 2010 Abril 2010 Maio 2010 Junho 2010 Julho 2010 Agosto 2010 Setembro 2010 Outubro 2010 Novembro 2010 Dezembro 2010 Janeiro 2011 Fevereiro 2011 Março 2011 Abril 2011 Maio 2011 Junho 2011 Julho 2011 Agosto 2011 Setembro 2011 Outubro 2011 Novembro 2011 Dezembro 2011 Janeiro 2012 Fevereiro 2012 Março 2012 Abril 2012 Maio 2012 Junho 2012 Julho 2012 Agosto 2012 Setembro 2012 Outubro 2012 Novembro 2012 Dezembro 2012 Janeiro 2013 Fevereiro 2013 Março 2013 Abril 2013 Maio 2013 Junho 2013 Julho 2013 Agosto 2013 Setembro 2013 Outubro 2013 Novembro 2013 Dezembro 2013 Janeiro 2014 Fevereiro 2014 Março 2014 Abril 2014 Maio 2014 Junho 2014 Julho 2014 Agosto 2014 Setembro 2014 Outubro 2014 Novembro 2014 Dezembro 2014 Janeiro 2015 Fevereiro 2015 Março 2015 Abril 2015 Maio 2015 Junho 2015 Julho 2015 Agosto 2015 Setembro 2015 Outubro 2015 Novembro 2015 Dezembro 2015 Janeiro 2016 Fevereiro 2016 Março 2016 Abril 2016 Maio 2016 Junho 2016 Julho 2016 Agosto 2016 Setembro 2016 Outubro 2016 Novembro 2016 Dezembro 2016 Janeiro 2017 Fevereiro 2017 Março 2017 Abril 2017 Maio 2017 Junho 2017 Julho 2017 Agosto 2017

This page is powered by Blogger. Isn't yours?Weblog Commenting by HaloScan.com



noites com poemas 2


capa do livro Farândola do Solstício
Obras publicadas
por Jorge Castro

contacto: jc.orca@gmail.com

Autor em

logo Apenas

Colaborador de

logo IELT

Freezone

logo Ler Devagar


Correntes de referência:
80 Anos de Zeca
... Até ao fim do mundo!
Aventar
Encontro de Gerações (Rafael)
É sobre o Fado (João Vasco)
Conversas do Café Grilo
Espaço e Memória - Associação Cultural de Oeiras
Final Cut - o blogue de cinema da Visão
Oeiras Local
O MOSCARDO
Poema Dia
Profundezas

Correntes de proximidade:
A Funda São
Amorizade (Jacky)
A Música das Palavras (Jaime Latino Ferreira)
Anomalias (Morfeu)
Ars Integrata
Ars Litteraria
Ars Poetica 2U
As Causas da Júlia (Júlia Coutinho)
As Minhas Romãs(Paula Raposo)
Belgavista (Pessoana)
Blogimmas
Blogotinha
Bloguices
Câimbras Mentais (AnAndrade)
Carlos Peres Feio
chez maria (maria árvore)
Coisas do Gui
deevaagaar
Divulgar Oeiras Verde (Ana Patacho)
e dixit (Edite Gil)
Fotos de Dionísio Leitão
Garganta do Silêncio (Tiago Moita)
Isabel Gouveia
Itinerário (Márcia Maia)
Metamorfases
Mudança de Ventos (Márcia Maia)
Mystic's
Nau Catrineta
Notas e Comentários (José d'Encarnação)
Novelos de Silêncio (Eli)
Pedro Laranjeira
o estado das artes
Palavras como cerejas (Eduardo Martins)
Parágrafos Inacabados (Raquel Vasconcelos)
O meu sofá amarelo (Alex Gandum)
Persuacção - o blog (Paulo Moura)
Queridas Bibliotecas (José Fanha)
Raims's blog
Relógio de Pêndulo (Herético)
Risocordeluz (Risoleta)
Rui Zink versos livros
Repensando (sei lá...)
sombrasdemim (Clarinda Galante)
Tábua de Marés (Márcia Maia)
Valquírias (Francília Pinheiro)
Vida de Vidro
WebClub (Wind)

Correntes de Ver:
desenhos do dia (João Catarino)
Esboço a Vários Traços

Correntes Auspiciosas:
ABC dos Miúdos
Manifesto-me
Netescrita
Provérbios

Correntes Favoráveis
A P(h)oda das Árvores Ornamentais
Atento (Manuel Gomes)
A Paixão do Cinema
A Razão Tem Sempre Cliente
A Verdade da Mentira
Bettips
Blog do Cagalhoum
Cadeira do Poder
CoeXist (Golfinho)
Congeminações
Crónica De Uma Boa Malandra
Desabafos - Casos Reais
Diário De Um Pintelho
Editorial
Escape da vida...
Espectacológica
Eu e os outros...
Eu sei que vou te amar
Fundação ACPPD
Grilinha
Há vida em Markl
Hammer, SA
Horas Negras
Intervalos (sei lá...)
João Tilly
Lobices
Luminescências
Murcon (de JMVaz)
Nada Ao Acaso
NimbyPolis (Nilson)
O Blog do Alex
O Bosque da Robina
O Jumento
(O Vento Lá Fora)
Outsider (Annie Hall)
Prozacland
O Souselense
O Vizinho
Palavras em Férias
Pastel de Nata (Nuno)
Peciscas
Pelos olhos de Caterina
Primeira Experiência
Publicus
Puta De Vida... Ou Nem Tanto
Santa Cita
The Braganzzzza Mothers
Titas on line
Titas on line 3
Senda Doce
TheOldMan
Traduzir-se... Será Arte?
Um pouco de tudo (Claudia)
Ventosga (João Veiga)
Voz Oblíqua (Rakel)
Zero de Conduta
Zurugoa (bandido original)

Corrente de Escritas:
A Arquitectura das Palavras (Lupus Signatus)
Além de mim (Dulce)
Ana Luar
Anukis
Arde o Azul (Maat)
Ao Longe Os Barcos De Flores (Amélia Pais)
Babushka (Friedrich)
baby lónia
Branco e Preto II (Amita)
Biscates (Circe)
blue shell
Cartas Perdidas (Alexandre Sousa)
Chez Maria (Maria Árvore)
Claque Quente
2 Dedos de Prosa e Poesia
Escarpado (Eagle)
Erotismo na Cidade
Fôlego de um homem (Fernando Tavares)
Há mais marés
Humores (Daniel Aladiah)
Insónia (Henrique Fialho)
Klepsidra (Augusto Dias)
Letras por Letras
Lua de Lobos
Lus@arte (Luí­sa)
Mandalas Poemas
Menina Marota
Novos Voos (Yardbird)
O Eco Das Palavras (Paula Raposo)
Porosidade Etérea (Inês Ramos)
O Sí­tio Do Poema (Licínia Quitério)
Odisseus
Paixão pelo Mar (Sailor Girl)
Palavras de Ursa (Margarida V.)
Palavrejando (M.P.)
Poemas E Estórias De Querer Sonhar
Poesia Portuguesa
Poetizar3 (Alexandre Beanes)
Serena Lua (Aziluth)
Sombrasdemim (Maria Clarinda)
Sopa de Nabos (Firmino Mendes)
T. 4 You (Afrodite)
Uma Cigarra Na Paisagem (Gisela Cañamero)
Xanax (Susanagar)

A Poesia Nos Blogs - equipagem:
A luz do voo (Maria do Céu Costa)
A Páginas Tantas (Raquel)
ante & post
As Causas da Júlia
Cí­rculo de Poesia
Confessionário do Dilbert
Desfolhada (Betty)
Estranhos Dias e Corpo do Delito (TMara)
Extranumerário (GNM)
Fantasias (Teresa David)
Fata Morgana... ou o claro obscuro
Jorge Moreira
MisteriousSpirit (Sofia)
Passionatta (Sandra Feliciano)
Peças soltas de um puzzle
Poemas de Trazer por Casa e Outras Estórias - Parte III
Poesia Viva (Isabel e José António)
Poeta Salutor (J.T. Parreira)
Que bem cheira a maresia (Mar Revolto-Lina)
Sais Minerais (Alexandre)
Silver Soul
Sombra do Deserto (Rui)

Navegações com olhos de ver:
Em linha recta (lmatta)
Fotoescrita
gang00's PhotoBlog
Nitrogénio
Objectiva 3
Pontos-de-Vista
Rain-Maker
O blog da Pimentinha (M.P.)
Passo a Passo
Portfólio Fotográfico (Lia)
Words (Wind)

Já navegámos juntos...
Aliciante (Mad)
A Rádio em Portugal (Jorge G. Silva)
Atalhos e Atilhos
Cu bem bom
Encandescente
Geosapiens
Incomensurável
Isso Agora...
Letras com Garfos (Orlando)
Luz & Sombra
Pandora's Box
Pés Quentinhos
Praça da República em Beja (nikonman)
SirHaiva
Testar a vida
Tuna Meliches

Correntes de Consulta:
Abrupto
A Lâmpada Mágica
Aviz
Blogopédia...
Bloguítica
Contra a Corrente
Contra a Corrente
Conversas de Merda
Cravo e Canela
Do Portugal Profundo
Inépcia
Médico explica medicina a intelectuais
Oficina das Ideias
Portugal No Seu Pior
Professorices
República Digital
Retórica e Persuasão
Ser Português (Ter Que)
You've Got Mail

Correntes interrompidas:
A Nau Catrineta (zecadanau)
Aroma de Mulher (Analluar)
A Voz do Fado!
blog d'apontamentos (Luí­s Ene)
Catedral (ognid)
Cidadão do Mundo
Conversas de Xaxa 2
CORART - Associação de Artesanato de Coruche
Cumplicidades (Maria Branco)
Flecha
Fraternidades (Fernando B.)
Ilha dos Mutuns(Batista Filho)
Histórias do mundo (Clara e Miguel)
Lazuli (Fernanda Guadalupe)
luz.de.tecto (o5elemento)
Letras ao Acaso
Madrigal - blog de poesia
Mulher dos 50 aos 60 (Lique)
O Mirmidão
O soldadinho de chumbo
Palavras de Algodão (Cris)
podiamsermais (Carlos Feio)
Poemas de Manuel Filipe
Porquinho da Índia (Bertus)
Um Conto à Quinta
Xis Temas (António San)

noites com poemas